Otite atinge 70% das crianças até 7 anos

 O período de verão é o de maior incidência, sendo preciso acompanhar também a saúde auditiva, já que são diagnosticados muitos casos de otite, inflamação do ouvido médio – localizado atrás da membrana timpânica.

O problema é comum e atinge cerca de 70% das crianças de até sete anos e, caso não seja devidamente tratado, pode levar à perda momentânea ou, em alguns casos, permanente de parte da audição.

A otite média pode surgir após períodos de gripes e resfriados, quando as bactérias presentes na boca e garganta migram pela tuba auditiva até o ouvido médio, causando uma inflamação. Já a otite externa, ocorre quando entra água de piscinas e mar, geralmente contaminada, no conduto auditivo externo e a região não é devidamente seca, tornando-se o ambiente preferido de fungos e bactérias. O contato freqüente com a água pode facilitar a remoção da cera que serve de proteção para o canal auditivo. Esta situação é corriqueira durante as férias, principalmente entre as crianças.

“Alguns sintomas de otite são: dor severa no ouvido, diminuição da audição, febre, irritabilidade, desconforto, choro constante e secreção no ouvido, se houver perfuração” explica a fonoaudióloga Maria do Carmo Branco, do Grupo Micro Som.

Segundo a especialista, algumas atitudes no dia a dia podem prevenir a ocorrência de otites, como: enxugar bem o ouvido dos pequenos ou ensiná-los a fazer isso diariamente após o banho e, principalmente, após mergulhos no mar e piscina. É importante também, não introduzir objetos no ouvido, que poderiam causar lesões.

Caso as crianças apresentem algum dos sintomas citados, deve-se procurar um médico o mais breve possível para análise do caso e realização de um simples exame com o otoscópio.

“Quanto antes o problema for detectado melhor para a saúde auditiva do paciente, evitando-se perfurações do tímpano e até mesmo impedindo que o problema tenha conseqüências irreversíveis”, afirma Maria do Carmo.

O tratamento é realizado por meio de medicamentos, como antibióticos e analgésicos. Em alguns casos, cuja presença de secreção no ouvido médio persiste por mais tempo, um procedimento cirúrgico poderá tornar-se necessário. Nesta simples cirurgia, uma pequena abertura no tímpano é feita para retirar a secreção acumulada na região e assim, promover uma ventilação temporária.

Esse post foi publicado em Entendendo o Corpo e marcado , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Otite atinge 70% das crianças até 7 anos

  1. Fabrício Knau disse:

    Nossa !
    Sou vítima da incompetencia aqui em Florianópolis-SC.
    Passei por 12 otorrinos e hoje sofro com esse mal.comecei com uma otite mal curada em que o otorrino só receitava colírio por mais de 2 anos meu ouvido não parou de sangrar e sair pus.fiz 3 cirurgias e depois de 10 anos agora estou sem audição em um dos ouvidos e descobri que tenho síndrome vestibular labiríntica.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s