Fisioterapia: exija o atendimento individualizado

A Constituição Federal garante a livre concorrência e isso é bom para a economia e para o país (Art. 170, inciso IV). Porém, os mecanismos para proibir o abuso do poder econômico ainda precisam ser aprimorados, de forma a evitar que a sociedade seja a próxima vítima da concorrência desleal.

Um exemplo claro desse abuso são os valores que os planos de saúde privados pagam aos profissionais que socorrem a vida de seus clientes. Esses planos de saúde são regulados pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), que deveria estabelecer critérios claros para preservar o interesse, não apenas desses planos, mas também do segurado e dos profissionais que prestam o serviço de saúde (Lei 9.656/98). Porém, a ANS tem autorizado o aumento dos valores dos planos acima da inflação, mas nada tem feito para evitar o pagamento irrisório aos serviços prestados pelos profissionais da saúde.

O Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (COFFITO) estabeleceu uma remuneração mínima dos honorários que os profissionais devem cobrar, de forma a preservar a dignidade das profissões e garantir que o tratamento prestado seja individualizado e de qualidade (veja os valores clicando aqui).

O Conselho de Fisioterapia e Terapia Ocupacional do Estado de São Paulo (CREFITO-SP) está mapeando o que cada plano paga para esses profissionais e irá em breve divulgar esses valores para a população. O resultado dessa prática predatória é que a população acaba sendo atendida em grupo. O CREFITO-SP alerta a população que esse tipo de atendimento em grupo pode agravar o problema de saúde no lugar de resolvê-lo.

A Constituição Federal garante ao usuário o direito a um atendimento de Fisioterapia e Terapia Ocupacional individualizado e de qualidade. Para ter efeito, esse atendimento deve durar, no mínimo, 45 minutos.

O CREFITO-SP orienta a população a exigir esse direito e denunciar os abusos através  do e-mail ouvidoria@crefitosp.gov.br, para que sejam tomadas as medidas cabíveis.

O CREFITO-SP também sugere à população não comprar planos de saúde que não ofereçam atendimento individualizado de Fisioterapia e Terapia Ocupacional.

Veja também:

 

como cobrar a fisioterapia Como cobrar as sessões de Fisioterapia

 

 

 

órtese Fisioterapeutas e Terapeutas Ocupacionais podem prescrever órteses e próteses

 

Anúncios
Esse post foi publicado em Acessibilidade, Políticas Públicas, Reabilitação e marcado , , , , . Guardar link permanente.

6 respostas para Fisioterapia: exija o atendimento individualizado

  1. Pingback: Fisioterapia do “choquinho” – Como funciona? | Reabilitação, Tecnologia em Ciência e Qualidade de Vida

  2. Pingback: Tratar o doente e não a doença | Reabilitação, Tecnologia em Ciência e Qualidade de Vida

  3. Pingback: Fisioterapia do “choquinho” – Como funciona? | Reabilitação, Tecnologia em Ciência e Qualidade de Vida

  4. Pingback: Aprovado piso salarial dos Fisioterapeutas e Terapeutas Ocupacionais | Reabilitação, Tecnologia em Ciência e Qualidade de Vida

  5. Com isso, a administraà ão mostra que à cumpridora de seus compromissos e evita a “conversa do và cio de origem”.

    Curtir

  6. Giovana Vasconcellos disse:

    Como o RNHF é de 2009, acredito que deva ser acrescido a inflação dos anos subsequentes, já que as demais profissões têm seus discídios anualmente.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s