São Paulo lança programa “São Paulo amigo do idoso”

Nesta segunda-feira, dia 14, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, lançou o Programa São Paulo Amigo do Idoso. O objetivo do projeto é atender os 11% da população paulista já acima de 60 anos, isto é, 4,6 milhões de pessoas. A cerimônia de lançamento aconteceu no Palácio dos Bandeirantes reunindo diversas Pastas: Desenvolvimento Social, Esporte, Saúde e Turismo, com investimento total de 121,7 milhões de reais.

Como parte desta ação, a Secretaria de Turismo integra-se com o programa Melhor Viagem SP, possibilitando que cidadãos, a partir de 60 anos, tenham a oportunidade de viajar para destinos turísticos paulistas. “Estamos lançando este programa que vai melhorar a autoestima das pessoas que querem lazer, entretenimento e conhecimento”, disse Alckmin.

Os destinos serão divididos em duas versões: praia e interior. Todos os viajantes da Melhor Idade ficarão hospedados em colônias de férias vinculadas a entidades de classe que, normalmente, têm baixa procura nos períodos de março a junho e de agosto a novembro. O Governo do Estado de São Paulo será responsável pelos pagamentos de todas as diárias, que incluem pensão completa, isto é, café da manhã, almoço e jantar. Além disso, caberá também ao Estado as atividades de lazer e entretenimento que serão realizadas durante as viagens. Já os municípios ou entidades ficarão responsáveis pelo transporte dos viajantes.

O Melhor Viagem SP funcionará da seguinte forma: grupos de idosos organizados (em geral vinculados a ações desenvolvidas pelas prefeituras ou outras entidades) de cidades com até 30 mil habitantes, deverão fazer a inscrição pelo site da Secretaria de Turismo, indicando, entre outras informações, o destino e datas de interesse. Vale ressaltar que todas as viagens terão duração de cinco dias (quatro diárias), de segunda a sexta-feira. São 200 vagas por semana, que serão divididas em quatro grupos de 50 idosos. Cada cidade pode inscrever apenas uma delegação. Assim, serão 800 idosos viajando por mês, 3.200 por semestre, 6.400 por ano.

Na parte da saúde, temos a USP Leste, com a previsão é construir o Laboratório Centro-Dia Idoso (LCDI), uma unidade de pesquisa científica e referência que poderá receber até 300 idosos com limitações físicas e mentais, dando apoio para famílias. O investimento no CLDI será de R$ 5 milhões, e a previsão é que seja inaugurado no segundo semestre de 2013. Ele também será um centro de pesquisa e ensino para geriatria. o custo anual previsto é de R$ 2,4 milhões, segundo a Secretaria Estadual de Saúde.

Seis hospitais localizados no interior do Estado vão ser transformados em unidades especializadas em idosos, chamados de hospitais de retaguarda. Serão investidos R$ 4,6 milhões na revitalização das instalações. Os hospitais são de pequeno porte, com 50 leitos ou menos, afirma o poder público. As primeiras unidades a serem entregues serão a Santa Casa de Ipuã, na região de Franca, e a Santa Casa de Pedregulho, também no interior do Estado. Até o segundo semestre de 2014 haverá revitalização em quatro unidades nas regiões de Araçatuba, Marília, Presidente Prudente e São José do Rio Preto.

A maior parte dos recursos vão ser direcionados para a Secretaria de Desenvolvimento Social. A previsão é aplicar R$ 89,8 milhões para a criação de 249 Centros de Convivência para idosos e cem Centros-Dia do Idoso em todo o Estado de São Paulo. Todos os municípios com mais de 50 mil habitantes terão um dos centros, de acordo com a secretaria. Não há prazo para a inauguração das unidades, que devem ser entregues nos próximos anos.

Em nota oficial, o governador Geraldo Alckmin afirma ser necessário atuar para garantir um envelhecimento saudável da população. “Estamos olhando para o futuro, preparando o nosso Estado para os próximos 50 anos”, disse Alckmin, em nota.

A intenção do governo também é enviar um projeto de lei à Assembleia Legislativa para criar o Fundo Estadual do Idoso, que será gerenciado para ações integradas de combate à miséria na terceira idade.

Veja também: Companhia de seguros lança modalidade para pessoas acima de 60 anos

Anúncios
Esse post foi publicado em Acessibilidade, Políticas Públicas, Qualidade de Vida, Terceira Idade e marcado , , . Guardar link permanente.

2 respostas para São Paulo lança programa “São Paulo amigo do idoso”

  1. Alcione disse:

    when it comes to reliability and efficiency your website gains for all the others.http://www.cantoneira.com

    Curtir

  2. Pingback: Companhia de seguro lança modalidade para pessoas acima de 60 anos | Reabilitação, Tecnologia em Ciência e Qualidade de Vida

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s