O tabu de se começar algo novo na velhice

“Pense nos últimos 20 anos da sua vida, e imagine que você tem mais 20 anos pela frente. Imagine agora como você pretende viver os seus próximos 20 anos, e faça as contas da quantidade de dinheiro que você vai gastar comprando remédio, fazendo exames ou visitando médicos particulares porque o convênio sempre faz você esperar”.

É costumeiro ouvirmos as frases: “Não vai adiantar, já sou velho”, “Se eu fosse jovem tentaria”, “Pra quê? Sou velho mesmo”, “Isso não tem cura, é velhice”.

Essas frases estão super consolidadas na nossa sociedade, em que se você é aposentado, é inválido. Como consequência, é uma triste tendência encontrar a população idosa trancafiada em casa, assistindo TV o dia todo e com muitas dores no corpo.

remédioA lista de medicamentos só cresce e o que o médico recomenda é apenas “caminhada”. Filhos se preocupam em deixar os pais fazerem suas atividades rotineiras e, dessa forma os trancam dentro de casa com o importante receio de sofrerem quedas ou outros acidentes na rua.

O fenômeno mais fascinante do corpo humano é a plasticidade, ou seja, a capacidade de sempre aprender coisas novas e se adaptar a novos ambientes. É dessa forma que pessoas na cadeira de rodas voltam a andar ou pessoas com AVC podem voltar a trabalhar normalmente. Mas também é fato que se você não estimula seu cérebro a aprender coisas novas, ele se deteriora.

Quem foi que disse que ser idoso é o fim da vida e que não se pode receber novos estímulos para aprender coisas novas? (Se alguém souber a resposta, por favor me conte!).

aprendendo quando idoso

Não!!! O idoso deve ser estimulado constantemente, pois de fato, ele está envelhecendo. Se ele não fizer nada, vai se deteriorar mais rápido que o jovem, e então terá motivos para reclamar.

A aprendizagem na fase idosa é sim mais lenta, mas exatamente possível tanto quanto na juventude. Além disso, quando você regenera células, está trocando as velhas por novas, que em outras palavras consideramos REJUVENESCER.

Se você começar a se exercitar com 70 anos, e pretende viver aproximadamente até os 90, certamente você terá uma melhor qualidade de vida do que aquele que também tem 70 anos mas é sedentário.

Pense nos últimos 20 anos da sua vida, e imagine que você tem mais 20 anos pela frente. Imagine agora como você pretende viver os seus próximos 20 anos, e faça as contas da quantidade de dinheiro que você vai gastar comprando remédio, fazendo exames ou visitando médicos particulares porque o convênio sempre faz você esperar.

Anúncios
Esse post foi publicado em Qualidade de Vida, Terceira Idade e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s